Medicina do Sono

Apnéia Obstrutiva do sono

O indivíduo com apnéia obstrutiva do sono apresenta, durante o período do sono, diversos episódios de estreitamento e obstrução da faringe. Essa obstrução é causada pela diminuição do tônus muscular dos tecidos da faringe e da base de língua. Alguns fatores podem contribuir para a apnéia obstrutiva do sono, como a anatomia da via aérea que facilite o seu fechamento, aumento da circunferência cervical, obesidade,
e a hipotonia muscular.

Os pacientes com apnéia do sono podem apresentar, durante o sono, roncos noturnos, respiração ruidosa, diminuição dos níveis de oxigênio no sangue, despertares frequentes, fragmentação do sono, aumento da pressão arterial e noctúria. Durante o dia, podem apresentar cansaço, sonolência, dificuldade de concentração, dor de cabeça, perda de memória, desânimo, irritabilidade e perda da libido. 
Podem ainda fazer cochilos em lugares e momentos impróprios para o sono. A pessoa com apnéia obstrutiva do sono apresenta maior risco de desenvolver hipertensão arterial, arritmias, doenças coronarianas e acidente vascular encefálico e risco aumentado para acidentes no trabalho e com veículos automotores.

A avaliação médica é necessária, para diagnóstico e tratamento adequados da apnéia obstrutiva do sono.

Faça o agendamento online. É fácil, rápido e seguro.

Rua Gonçalves César, 135 - Guanabara - Campinas, SP

(19) 32321933